Nova política da MIUI Beta removerá telefones Redmi mais simples e aparelhos com mais de um ano de lançamento.

As pessoas adoram utilizar a MIUI Beta, versão de teste do sistema da Xiaomi, mas isso irá ficar um pouco mais complicado para boa parte dos consumidores da fabricante.

Atualmente a Xiaomi permite que muitos dos seus aparelhos recebam a MIUI Beta para conferir de perto as novidades e melhorias que a fabricante vem trabalhando, mas essa liberação ficará em breve bem limitada.

MIUI Beta não aceita aparelhos Redmi mais simples e nem telefones antigos

A própria Xiaomi utilizou seu fórum para revelar que a partir de 5 de junho de 2019 (mês que vem) não aceitará mais nenhum aparelho da linha de entrada Redmi, para quem não sabe, a Redmi se tornou independente com o lançamento do Redmi Note 7, ela é praticamente uma empresa de terceiro, que tem autonomia para lançar os aparelhos que quiserem, por isso, conta até com um top de linha o Redmi K20 Pro.

Redmi by Xiaomi Logo

Telefones com mais de um ano também serão removidos da MIUI Beta, assim terão que utilizar apenas a versão estável do sistema, que já é normalmente liberada para os aparelhos.

A Xiaomi ainda indica que quem está na MIUI Beta, o melhor a se fazer é retornar para o sistema estável, algo que irá apagar seus dados, então é necessário fazer um backup dos seus itens mais importantes antes realizar o procedimento.

Motivos de remover Redmi de entrada e aparelhos antigos da MIUI Beta

Para esclarecer o que está acontecendo e o motivo da remoção desses aparelhos da versão de teste da MIUI, a Xiaomi claramente revela seu pensamento.

A fabricante diz que em um primeiro momento, a remoção é para trazer uma experiência mais completa para os usuários, a versão MIUI Beta foi feita para testes e não para ser utilizada diariamente, mas alguns usuários utilizam a versão beta achando que é a tradicional e tem uma experiência muito problemática em alguns setores.

Xiaomi Redmi Note 4

Xiaomi revela que a versão MIUI Beta foi criada para corrigir bugs, realizar testes necessários e permitir que os fãs participem profundamente do processo de desenvolvimento, ajudando e indicando os problemas que surgem ao longo do tempo.

A intenção é trabalhar mais na versão estável da MIUI, trazendo mais estabilidade para o sistema em geral, correções mais rápidas e muito mais, algo que abandonando os aparelhos mais antigos fica mais rápido e eficiente.

No caso especifico dos telefones Redmi, o problema são os aparelhos de entrada, que não existe muita demanda para a entrada de usuários na versão de teste da MIUI, o que deixa o desenvolvimento mais complicados e desafiadores para os desenvolvedores, então o melhor foi remover de vez esses dispositivos da versão beta.

MIUI versão estável como irá funcionar a partir de agora?

MIUI 11 logo

Para acalmar os seus consumidores, a Xiaomi deixa bem claro, que essa mudança de política é válida apenas para a MIUI Beta, a versão estável (tradicional) do sistema continuará da mesma forma, ou seja, os aparelhos suportados irão continuar a receber normalmente novas versões do sistema e correções, algo que até mesmo pode ser um pouco mais rápido no futuro.

Resumo

Como podemos ver, apenas os aparelhos de entrada da linha Redmi e os telefones com mais de um ano da Xiaomi em geral serão removidos da MIUI Beta a partir de 5 de julho. Para a versão estável não temos mudanças, os dispositivos suportados continuarão a ser atualizados normalmente como já acontece hoje em dia.

Compre smartphones e celulares na Amazon

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here