A Sony resolveu acelerar a retirada de seus aparelhos em alguns lugares do mundo, o que inclui o Brasil e a América Latina.

Já faz um tempo que a Sony não anda muito bem no setor de dispositivos móveis, ano após anos a fabricante vem tendo apenas prejuízos.

Inclusive com a remoção da lei do bem para smartphones, a Sony ao lado da Xioami deixou de produzir telefones no Brasil.

Confira celulares em oferta na Amazon

Agora em 2019 a Xiaomi retornou ao Brasil com uma parceria com a DL, já a Sony, está deixando o país de lado, sendo que não lançará mais telefones no país por um longo tempo.

Xperia XZ3

Na verdade, a Sony já estava deixando o Brasil de lado há um bom tempo, podemos conferir essa realidade pela falta de lançamento no país.

Os últimos aparelhos da fabricante no país foram os Xperia XZ2, XZ2 Compact e o Xperia XA2, o novo Xperia XZ3 nunca foi lançado no Brasil.

Para falar a verdade, a Sony já tinha perdido “a mão” no mercado de smartphone quando parou de fabricar no Brasil, assim importando seus aparelhos, que chegavam com preço muito alto e até mesmo mais caro que muitos outros telefones do mesmo nível, o que acabou afastando ainda mais os consumidores da empresa, que se sentiram praticamente forçados a ir para os concorrentes.

No mercado mundial as coisas também não vão bem para a Sony, tanto que além de abandonar o Brasil e a América do Sul, a fabricante também revelou que está abandonando o Oriente Médio e fechando totalmente a produção em Pequim, a ideia é diminuir as perdas do setor de telefones, que registrou perda de 41,1 bilhões somente no ultimo trimestre.

Xperia 10 e Xperia 10 Plus

Além disso, o setor de smartphone da Sony será unido ao de câmeras, TVs e áudio. Dessa forma esperasse que esse conjunto consiga ter um lucro de 121 bilhões nesse ano fiscal.

Compre smartphones e celulares na Amazon

A Sony revelou tempo atrás os Xperia 10, 10 Plus e o novo top de linha Xperia 1, mas com essa revelação por parte da empresa, dificilmente veremos de forma oficial alguns desses aparelhos no Brasil ou nos países vizinhos.

Com uma concorrente a menos, quem perde são os consumidores brasileiros, que agora irão contar com menos empresas apostando no setor de smartphone, com menos concorrência as outras fabricantes terão maior cota de mercado e poderão continuar a apostar em telefones mais caros como estão fazendo ultimamente.

Via: Bloomberg

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here