Google revela que seus apps pré-instalados irão custar até 40 dólares

Android caido

Telefones e dispositivos Android podem custar mais caro, Google revelou que seus apps pré-instalados irão custar até US$40 dólares para as fabricantes, que certamente irão passar o valor para os consumidores.

Em julho o Google foi multado em 4,3 bilhões de euros pela Comissão Europeia, que acusou e condenou a empresa por abuso da posição dominante com o sistema Android.

O Google foi sentenciado por causa dos aplicativos pré-instalados que as fabricantes são obrigadas a instalarem caso queiram a loja Google Play Store.

Funciona assim, para ter a loja do Android nos aparelhos, as fabricantes são obrigadas a seguirem as regras do Google, isso inclui pré-instalar o Chrome, YouTube, Maps, Gmail, e claro a pesquisa do Google e outros apps que a empresa achar necessário, se alguma fabricante não segue essa regra, nenhuma dos apps podem vim pré-instalado, mas claramente podemos ver que o Google também não permite que empresas concorrentes entre no sistema Android dessa forma, as principais são as de pesquisas, que não podem adicionar os seus próprios mecanismos de buscas em aparelhos Android de fabricantes.

Google Apps

Com essa grande multa, o Google revelou mudanças na forma de licenciar seus aplicativos pré-instalados, que agora serão cobrados por aparelho, então as fabricantes terão que pagar para ter acesso a loja Google Play e outros recursos do Google.

Para instalar o Google Mobile Services (Gapps, ou se preferir, aplicativos do Google) as fabricantes terão que pagar até US$40 dólares, mas o valor muda dependendo do dispositivo, o mercado e a densidade de pixel na tela.

O site The Verge revela que aparelhos com tela de 500ppi ou mais terão que pagar US$40 dólares, entre 500 e 400ppi o valor fica em US$20 e abaixo de 400ppi o preço é de US$10 dólares, no caso de tablets o valor máximo é de US$20 dólares, dependendo do país o valor o valor máximo para todos os dispositivos pode ser de até US$20 dólares.

O Google estará aberto para firmar contratos diretamente com as fabricantes para diminuir esses custos ainda mais, em alguns casos será possível que os aplicativos pré-instalados sejam negociados gratuitamente ou pela metade do valor, mas será necessário que esses aparelhos tenham o Google Chrome e a pesquisa do Google como padrão.

Google Apps

Em um documento confidencial do Google, a empresa afirma que somente as fabricantes que adicionarem o Google Chrome terão participação na divisão de lucro gerada pelas pesquisas no navegador, o que no final reduz ainda mais os custos da licença para os aplicativos do Google para as fabricantes.

Como podemos ver, as fabricantes finalmente estão livres para negociarem com outras empresas e colocarem os aplicativos e softwares que bem entenderem, mas essa liberdade tem um custo, terão que pagar para ter a loja Google Play e outros apps do Google, o que no final pode trazer um preço ainda maior para os telefones e dispositivos móveis que atualmente já estão com valores fora da realidade.

Via: Theverge

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − seis =

Send this to a friend