Falha no WhatsApp permite que interceptem sua mensagem e troquem por qualquer outra

WhatsApp Logo

Nova falha que afeta o WhatsApp é perigosa, permite método de interceptar e alterar a mensagem dos usuários por qualquer outra.

O WhatsApp é um dos mais utilizados aplicativos de mensagens no mundo, ele é um grande sucesso no Brasil, aqui quase todo mundo possui, por isso, essa falha traz grandes perigos.

Check Point Software Technologies, uma empresa de segurança cibernética, que descobriu esse novo problema no aplicativo, ele é extremamente perigoso.

A vulnerabilidade permite que um invasor consiga extrair informações, até mesmo confidenciais para se passar pelo dono do WhatsApp.

Essa nova falha permite o atacante ver suas mensagens e até mesmo consiga substituir cada uma delas da maneira que quiser, o que permite enfiar textos falsos para qualquer pessoa, até mesmo para grupos que apenas a vítima faz parte e pode ver.

WhatsApp

Com essa vulnerabilidade explorada, o invasor poderá conseguir até mesmo dados confidenciais de seus contatos, como ele terá acesso a sua conta, facilmente poderá enviar mensagens pedindo dados de cartões, senha ou outros itens, que normalmente você confiaria a um amigo ou alguém da família, o que no final irá te render um provável prejuízo financeiro.

Em 2016 o WhatsApp começou a utilizar a criptografia ponta-a-ponta, ela foi adicionada aos servidores da empresa para deixar suas mensagens mais seguras, dessa forma, nem o próprio WhatsApp tem acesso ao conteúdo do que é enviado, essa segurança permite que apenas os usuários da própria conversa consigam ver o texto, vídeo, foto ou áudio que foram enviados, já que é necessária uma chave que apenas quem está na conversa tem acesso.

Mesmo com essa melhoria de segurança, a Check Point Software Technologies conseguiu interceptar e modificar as mensagens enviadas no WhatsApp, algo que não era para acontecer, confira o vídeo para ver o ataque em ação:

WhatsApp já está ciente dessa falha, em breve deve trazer uma correção para essa vulnerabilidade, assim os usuários poderão se sentir mais seguro, mas sem data de uma atualização para a resolução do problema.

Via: Checkpoint

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezenove =

Send this to a friend