Por aplicativos exigidos no Android, Google deve receber multa e fazer mudanças no sistema

Aplicativos exigidos no Android podem fazer Google receber uma multa da União Europeia, o que deverá pressionar a fabricante a fazer ajustes no sistema.

Já faz um bom tempo que a Europa vem investigando o Google sobre concorrência desleal e anticompetitiva no Android, agora parece que a empresa não terá muitas escolhas.

Como sabemos, o Google sempre exige que as fabricantes instalem seus aplicativos de fábrica, isso se quiserem acesso a loja do Android, Google Play, se as empresas não seguem essa regra, a loja não pode ser instalada e assim os usuários terão que recorrer a outras lojas que nem sempre são seguras e de fácil instalação.

Para piorar ainda mais as coisas, os GApps (Aplicativos do Google) são bloqueados para aparelhos não certificados, o que deixa muitas fabricantes chinesas sendo obrigadas a certificar os telefones e utilizarem todo o conjunto de aplicações que o Google exige.

Google Pixel 2

Como podemos notar, o Google vem utilizando a loja Google Play como uma forma de obrigar as fabricantes instalarem todos os aplicativos que ela quiser em todos os dispositivos Android.

Isso é extremamente ruim para o usuário, já que terá que desinstalar ou esconder o que não utiliza e terá que manter dois apps para uma mesma função caso não goste do que veio instalado no celular.

Mas o pior caso fica para as empresas concorrentes do Google, que não podem adicionar sua própria barra de pesquisa ou seu navegador nos smartphones, já que as fabricantes não podem fechar acordos desse tipo.

Facilmente o Google vem criando um grande monopólio que está usando o Android e a loja Google Play para manter as fabricantes trazendo seus aplicativos, em destaque para a pesquisa e o navegador Chrome, já ambos são uma boa fonte de dinheiro para a empresa.

Margrethe Vestager, chefe de competição da União Europeia, deve punir o Google por tais práticas desleais contra seus concorrentes e por obrigar as fabricantes instalarem seus aplicativos sem permitir nenhum tipo de substituição.

Google Pixel

Outro fato curioso é que o Google proíbe que as fabricantes lancem versões alternativas do Android, o que evita que versões inovadores e superiores ao sistema original possam ser lançadas.

Além de uma grande multa bilionária, a União Europeia pode exigir que o Google traga uma maneira fácil de trocar serviços, incluindo a mudança do mecanismo de pesquisa e do navegador da internet, mas também é esperado que o Google seja proibido de fechar acordos de instalações de aplicativos com as fabricantes de dispositivos móveis.

O Google se protege das acusações afirmando que “”Ninguém é forçado a usar os aplicativos do Google, mas se você quiser ter certos aplicativos, precisa ter todo o pacote. Isso ajuda a garantir que eles (Google) consigam financiar o código aberto em primeiro lugar.”

A decisão será revelada nesse mês, mas ainda não é o fim dessa grande briga, já que se perder, o Google pode recorrer da sentencia.

Via: Washingtonpost

Compartilhe

Sobre o autor

Sou uma pessoa que adora tecnologia, que gosta de ajudar, principalmente quando tem tecnologia envolvida, espero conseguir trazer muitas informações, aplicativos e principalmente jogos para todos que gostam de Android.

Veja todos os post de Marcos Gonçalves da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dez =