Alguns desenvolvedores de aplicativos podem ler os e-mails dos usuários do Gmail

Gmail

Gmail permite que desenvolvedores de aplicativos possam ler e-mails dos usuários, mas com consentimento do usuário.

A privacidade está mais em alta do que nunca, por isso, qualquer situação diferente atrai nossa atenção, ontem mesmo falamos do aplicativo de mensagem da linha Galaxy que estavam enviando fotos da galeria para contatos da agenda telefônica, tudo de forma automática e sem o usuário nem desconfiar.

O site Wall Street Journal revelou que o Gmail permite que alguns desenvolvedores de aplicativos consigam ler os e-mails dos usuários, algo que pode colocar a privacidade dos usuários certamente em risco.

Mas diferentes de outros problemas de privacidade como o caso do Facebook, no Gmail o consentimento explicito do usuário é necessário, essa notificação é mostrada principalmente em clientes de e-mail que acessam o Gmail e não foram desenvolvidos pelo próprio Google.

Gmail permissão para aplicativo ler e-mails

Para acalmar os usuários da plataforma Gmail, o Google foi rápido e respondeu algumas questões sobre essa permissão que permite desenvolvedores terem acesso e até ler e-mails dos usuários da plataforma.

Para um desenvolvedor conseguir utilizar esse recurso é necessário que a identidade da empresa esteja representada corretamente no aplicativo, na política de privacidade é preciso ter especificamente que o app pode monitorar os e-mails e que as solicitações de acesso a dados seja consistente com o aplicativo desenvolvido, todos esses três itens são verificados de pertos pelo próprio Google, então poucas empresas têm acesso a esse recurso e as que tem são verificadas.

O Google ainda destaque que também pode acessar e ler os e-mails dos usuários Gmail, mas somente em casos extremamente especiais, algo como quando existem questões de segurança, investigações de bug ou algum tipo de abuso e se o usuário solicita ou dá seu consentimento explícito.

Com uma grande restrição por parte do Google, ao selecionar e verificar o que as empresas estão fazendo, até o momento não existe nenhuma evidência que algum desenvolvedor ou empresa tenham abusado dessa ferramenta, mas os usuários podem ficar um pouco mais calmo, já que para ter acesso ao seu Gmail você precisa autorizar explicitamente, mas para muitos ter esse recurso é um grande perigo, por isso, esse caso vem chamando bastante a atenção e muitas pessoas no momento.

Via: Wsj

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =

Send this to a friend