Motorola, Notícias

Motorola explica melhor como funciona o Moto X e o compara com o S4 e HTC One

Moto X

A Motorola resolveu aparecer e mostra tudo o que seu Moto X e suas novas tecnologias são capazes de fazer, Iqbal Arshad um dos principais engenheiros da fabricante deu uma entrevista exclusiva para o site CNET.

Iqbal explica para as pessoas que ficaram com o pé atrás com o Moto X como o mesmo funciona e que não é necessário um processador quad-core e nem especificações de alto nível para um aparelho ser top de linha.

 

De começo Iqbal explica que o processador do Moto X é um Snapdragon dual-core desse ano, segundo os testes realizados com 24 aparelhos com processadores quad-core mostraram que nenhum deles usavam os 4 núcleos de uma vez em várias operações diferentes, ele fala que 90% do tempo a própria CPU vai desligando os núcleos para economizar energia, 10% do tempo total de uso que realmente os 4 núcleos estão sendo usados e por isso o Moto X tem somente 2 núcleos.

Na sequência ele pergunta o que o você pode fazer com o Galaxy S4 que o Galaxy S3 não pode fazer? A sua resposta é nada os dois podem fazer exatamente a mesma coisa, para ele os smartphone de hoje em dia não são realmente “inteligente”, com o X8 e seus 8 núcleos a Motorola está fazendo um smartphone mais inteligente.

Moto X

Falando no X8 Iqbal diz que o processador é único e que seus dois núcleos de computação contextual e linguagem natural permite realizar novas funções com o mínimo de uso de energia, por exemplo, o controle Touchless função que permite realizar ações somente falando sem precisar tocar no telefone, essa função com os novos núcleos não gasta quase nada de bateria, mas se essa função fosse adicionada ao S4 ou HTC One, por exemplo, os aparelhos iriam precisar de uma bateria 3x maior.

Agora sobre a tela e a resolução do Moto X novamente a Motorola pesquisou muito antes de escolher a tela final, segundo Iqbal Ashad a tela do Galaxy S4 não tem 1080p de verdade já que usa a tecnologia PenTile que cada pixels é composto por três sub-pixels de cor e assim falta um pixels, o S4 usa seu processador gráfico de forma errada, por isso consome muita bateria e não tem um bom desempenho.

Moto X

No Moto X a Motorola adicionou uma tela de 720p, mas um verdadeiro RGB para exibição de cores verdadeira e para economizar bateria, a GPU do aparelho é projetada para ter um desempenho maior do que a concorrência e por isso ganha do Galaxy S4, voltando as telas a Motorola fala que o aspecto que ela irá focar é o da saturação de cor e reprodução do aparelho e não na resolução.

Sobre a bateria que não é removível ele fala que é a escolha certa tanto em design como em materiais usados, já que uma bateria removível iria requerer um novo design e até mesmo materiais como plástico.

Moto X preto

No caso da falta de entrada para cartão de memória de memória Iqbal fala que foi uma escolha para deixar o Moto X mais simples e fácil de usar.

Em resumo muito do que foi dito é verdade, como o Iqbal fala as pessoas estão sendo levadas a sempre achar que telas Full HD e processadores quad-core são as melhores coisas em um smartphone, mas muitos esquecem que o principal não são só as especificações de cada dispositivo e sim a experiência que cada aparelho pode proporcionar.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Sou uma pessoa que adora tecnologia, que gosta de ajudar, principalmente quando tem tecnologia envolvida, espero conseguir trazer muitas informações, aplicativos e principalmente jogos para todos que gostam de Android.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *